Notícias

23/03/2022

Imposto Solidário: entidades se unem em prol do aumenta da destinação de recursos para projetos sociais

Em mais uma ação visando o aumento da destinação de parte do Imposto de Renda para os fundos de Assistência Social, o CRCRJ assinou um Termo de Cooperação Técnica com a Secretaria de Assistência Social do município do Rio e com o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA).

 

A ação tem como objetivo central sensibilizar os profissionais da Contabilidade e toda a sociedade sobre a importância do incentivo a destinação de recursos através do IRPF para fundos de assistência a crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social, o que reflete em um repasse de verba essencial para diversos projetos sociais.

 

“Nós temos uma rede enorme de entidades que fazem um importante trabalho com crianças e adolescentes vulneráveis e através da doação para os fundos que nós podemos ajudar essas entidades. Esses recursos vêm de várias fontes, uma delas vem da destinação de verbas através da declaração do imposto de renda”, explica a secretária municipal de Assistência Social do Rio, Laura Carneiro. 

 

Em sua fala, o juiz da 4ª Vara da Infância, da Juventude e do Idoso do Rio, Sergio Luiz Ribeiro de Sousa, chamou atenção para o potencial que pode ser destinado pelos contribuintes do estado do Rio e o que de fato é convertido em doações. “No oceano de dificuldades que vivemos no Brasil inteiro, em relação à proteção à criança e ao adolescente, temos 4 bilhões de reais indo para o fisco federal, que poderiam ser destinados especificamente para projetos de assistência social na área da criança e da juventude”, afirma. 

 

Representando a entidade responsável pela destinação dos recursos dos fundos para os projetos sociais, a presidente do CMDCA, Érica Arruda, se mostrou entusiasmada com a assinatura do termo.  “O objeto deste termo de cooperação é a sensibilização do contribuinte. É muito importante fomentar o acréscimo de recursos para o fundo municipal de atendimento aos direitos da criança e do adolescente. é um momento histórico a assinatura deste termo. Com ele vamos conseguir aumentar os recursos nos fundos e assim aumentar o repasse para instituições e projetos sociais deste segmento”, comemora. 

Em sua fala, o presidente do CRCRJ, Samir Nehme, traçou o histórico das campanhas de Imposto Solidário capitaneadas pelo CRCRJ. “Na declaração do IRPF do último ano, os contribuintes do estado do Rio destinaram mais de 8 milhões para os fundos de assistência à crianças e adolescentes e também para os fundos aos idosos. É um valor significativo e que já demonstra crescimento em comparação aos últimos anos, mas a questão é que o potencial é muito maior” destaca o contador, que complementa:
 

“Essa é uma iniciativa sem ônus para o contribuinte, que pode exercer o poder de escolha e optar por direcionar o imposto a contribuir de forma determinante para a manutenção de diversos projetos sociais. Nosso papel é conscientizar o máximo de pessoas e fazer diferença na vida de tantas crianças”, destaca. 

 

A solenidade contou ainda com a presença dos representantes da Receita Federal, Antônio Carlos Neto e Ricardo Sedeu.