Notícias

14/12/2017

Empresas têm até janeiro de 2018 para emitir a NFC-e 14 de dezembro de 2017204 0

Lojas, supermercados, drogarias e comércios varejistas dos Estados de São Paulo, Rondônia, Piauí e Goiás passam a fornecer Nota Fiscal do Consumidor Eletrônica; documento substitui as notas fiscais de venda ao consumidor e dispensa o uso da impressora fiscal

A partir de janeiro de 2018, as empresas do Estado de São Paulo, Rondônia, Piauí e Goiás passam a emitir a NFC-e (Nota Fiscal do Consumidor Eletrônica), documento que substitui as notas fiscais de venda ao consumidor emitidas em lojas, supermercados, drogarias e comércios varejistas.

Entre as vantagens da adequação à NFC-e estão a simplificação de obrigações acessórias, a transmissão em tempo real ou online dos arquivos, redução significativa de gastos com papel, o uso de impressora não fiscal, térmica ou a laser, a integração de plataformas de vendas físicas e virtuais e a dispensa da homologação de hardware ou software pelo Fisco. A multa é de R$ 1 mil por documento para as empresas que não respeitarem o prazo.

A Senior, uma das maiores desenvolvedoras especializadas em tecnologia para gestão do país, já permite a geração da Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica em seu ERP de Gestão Empresarial, e elaborou um material com as principais perguntas e respostas relacionadas à NFC-e, disponível no link: https://documentacao.senior.com.br/exigenciaslegais/materias/erp/maisnoticias/faq-nfce.htm.

“Desenvolvemos uma solução que atende ao compliance das empresas e traz agilidade para emissão da nota eletrônica, centralizando todos os dados necessários e fazendo a apuração e validação das informações, antes de enviar o arquivo final à Receita Federal”, explica Fernando da Silva, gerente de produto da Senior.

fonte: Jornal Contábil