Notícias

28/05/2018

Mais de 32 mil profissionais prestam contas ao EPC

A Educação Profissional Continuada (EPC) do Conselho Federal de Contabilidade (CFC) é um dos programas mais importantes com foco no aprimoramento profissional. O EPC atualiza e expande os conhecimentos e as competências técnicas e profissionais, as habilidades multidisciplinares e a elevação do comportamento social, moral e ético dos profissionais.

Para cumprir o Programa, o profissional deve atingir, segundo a NBC PG 12, no mínimo, 40 pontos de EPC por ano. Os 40 pontos podem ser obtidos de várias formas: lecionando, participando de treinamentos, orientando trabalhos científicos, publicando artigos, participando de congressos, conferências ou seminários e, ainda, por meio de cursos (até mesmo os de pós-graduações), presenciais ou não.

Atualmente existem mais de dois mil cursos e eventos credenciados pelo CFC que podem ser consultados nos sites dos Conselhos Regionais de Contabilidade (CRCs). De acordo com a vice-presidente de Desenvolvimento Profissional, Lucélia Lecheta, “além dos profissionais que são obrigados a prestar contas ao EPC, o CFC incentiva a participação voluntária”.

E essa iniciativa deu certo. O CFC recebeu em 2017 mais de 32 mil prestações de contas ao EPC. “Isso demonstra o interesse do profissional em se manter atualizado, mesmo que não esteja enquadrado na obrigatoriedade do programa”, comemora Lucélia.

Para que os cursos sejam pontuados, é necessário que sejam credenciados nos Conselhos Regionais de Contabilidade (CRCs) e oferecidos por instituição, também, credenciada, de acordo com a NBC PG 12 R3. Atuam como capacitadoras o CFC, a Fundação Brasileira de Contabilidade (FBC), a Academia Brasileira de Ciências Contábeis (Abracicon), o Instituto de Auditores Independentes do Brasil (Ibracon) e as Instituições de Ensino Superior (IES), credenciadas pelo Ministério da Educação (MEC), dentre outras.

fonte: Conselho Federal de Contabilidade