Notícias

18/06/2018

Como saber se minha empresa está no regime tributário correto?

Todos os negócios e empresas necessitam das habilidades de um contador, seja para manter as contas em dia ou para efetuar o pagamento dos salários corretamente, entre as habilidades necessárias está o desenvolvimento do regime tributário. A escolha do regime tributário é um dos passos mais importantes para a empresa, pois, há benefícios específicos, características próprias e particularidades de cada um desses regimes, e sua empresa precisa conhecer melhor qual deles será mais vantajoso para seus negócios.

Há três tipos de regimes que podem ser adotados pelas empresas: o Simples Nacional, Lucro Presumido e Lucro Real. E aqui entra o contador novamente, é ele quem deve realizar a escolha de uma dessas opções. Mas para que você esclareça suas dúvidas e saiba se está fazendo o regime tributário correto, listamos aqui algumas informações importantes. Confira:

O que é o regime tributário?
É um conjunto de leis que rege e indica os tributos que devem ser pagos ao governo. Por conta disso, é necessário escolher o regime ideal para a sua empresa, a fim de evitar problemas com o seu CNPJ. De maneira mais simples, o regime tributário é o sistema de cobrança de impostos da sua empresa, delimitado de acordo com o volume de arrecadação. Saiba mais sobre os tipos de regime tributário:

Lucro Real

Esse regime é utilizado por empresas do tipo corporações ou multinacionais, e a tributação é calculada com base no lucro líquido. Para este tipo de empresa, o Lucro Real torna-se muito vantajoso pois, em caso de prejuízos ao longo do período apurado, a empresa fica isenta do pagamento de impostos.

PIS, COFINS, Imposto de Renda estão embutidos nesse regime.

Lucro Presumido

Neste regime, o empresário calcula a tributação baseada em uma margem de lucro estipulada, diferente do Lucro Real em que os impostos são calculados com base no faturamento total da empresa. Se a empresa que está no Lucro Presumido tem prejuízo ela acabará pagando mais devido ao fato que os impostos são calculados sobre um valor estipulado. Se aquele valor não é alcançado, os impostos ficam mais caros.

Simples Nacional

Conhecido por ser o regime tributário mais vantajoso para micro e pequenas empresas, por conta da carga tributária enxuta, favorecendo quem está no começo. Afinal, é o regime que apresenta as mais baixas alíquotas e inúmeros benefícios de forma que apresentem uma pequena carga tributária. Para se enquadrar no Simples Nacional a empresa pode faturar até 3,6 milhões ao ano. Acima disso, é necessário passar para o Lucro Presumido.

Como escolher o regime tributário correto?
Cada empresa deverá optar por aquele regime tributário que mais se encaixe de acordo com suas necessidades. Mas, isso não significa que ela deverá permanecer para sempre na mesma opção, sendo ideal e necessário uma verificação anual.

O melhor é sempre avaliar cada regime tributário de acordo com o cenário atual da sua empresa. E, assim, aos poucos analisar se o negócio se encaixa ou não dentro das regras de cada regime. No próximo ano, verifique novamente a situação da empresa. A tributação pode mudar sim, desde que esteja dentro dos prazos limites para a troca.

fonte: Jornal Contábil