Notícias

24/04/2018

Com novos integrantes, PVCC apresenta novas diretrizes de trabalho

Os novos integrantes do Programa de Voluntariado da Classe Contábil (PVCC) foram apresentados, na manhã do dia 19 (quinta-feira), na primeira reunião do grupo, realizada na sede do CFC, em Brasília (DF).

O grupo, que é  coordenado por Elias Dib Caddah Neto (PI), tem como integrantes Cristiane de Fátima  Rodrigues da Costa (PA), Maria Salete Barreto Leite (SE), Patrícia Pereira Castro (MS), Silvia Grewe (RS), Gretha Anice Furtado (PI),  Adriano Gillioli (SP), Luis Antonio Ochesendorf Leal (RJ), Joana Dark Nascimento de Lima (PE) e Glaydson Trajano Farias (PB).

Ao proferir algumas palavras para o grupo, o vice-presidente de Política Institucional, Joaquim de Alencar Bezerra Filho, disse que o PVCC é um dos projetos mais importantes do CFC e que o trabalho de voluntariado exercido pelos profissionais da contabilidade precisa  ser informado para a sociedade. “O nosso papel é o de mostrar a importância do contador como agente de transformação social. E temos mecanismos e ferramentas para que isso seja possível”, disse Joaquim.

Já o coordenador do grupo, Elias Caddah, destacou o trabalho realizado pelo PVCC nas gestões anteriores. “Todos os coordenadores que passaram pelo programa deixaram um legado sobre a importância da prática do voluntariado e, com esse grupo, não será diferente”, disse.

O conselheiro Pedro Gabril, um dos precursores do PVCC, também participou da reunião. Gabril fez um retrospecto das ações realizadas pelo programa desde a sua criação, na gestão da contadora Maria Clara Cavalcante Bugarim (2006-2007 e 2008/2009). Segundo Gabril, as ações de voluntariado, por parte dos profissionais  sempre estiveram presentes. “Sabemos que nossa classe presta muitos serviços voluntários para a sociedade e precisamos mensurar para poder mostrar esses trabalhos”, pontuou o conselheiro.

Foram discutidos, entre outros assuntos da pauta, os subprojetos do Programa, que são divididos em: Educação Fiscal, Educação Financeira, Observatórios Sociais e Viva Voluntário; a estruturação do PVC (planejamento, metas e ações de acompanhamento); a divisão de responsabilidade por região, as formas de divulgação; e o cadastro no CFC das comissões regionais.

fonte: Conselho Federal de Contabilidade