Notícias

09/05/2018

Quarta do Conhecimento aborda Compliance para Pequenas e Médias Empresas

Você provavelmente conhece o conceito “Compliance”, presente em grandes empresas. Mas, e sua aplicabilidade para as Pequenas e Médias?

O palestrante Paulo Araújo, líder em Compliance da Lopes Machado Auditores, com mais de 30 anos de experiência como Controller e Diretor Financeiro de multinacionais, buscou esclarecer essa questão na Quarta do Conhecimento realizada nesta quarta-feira (9), no auditório do CRCRJ.

Para Paulo, todas as empresas precisam de um programa de compliance, independentemente do tamanho, ramo, número de empregados ou locais que atua. Como benefícios, ele aponta: demonstrar que possui valores, que se preocupa em combater irregularidades, que se trata de uma organização comprometida com a ética e a transparência.

Ciente que muitas vezes é difícil convencer a administração de pequenas empresas sobre a importância da prática, ele afirmou que é preciso demonstrar os benefícios, ressaltando que, se por um lado foi possível viver até agora sem ele, por outro, o assunto ganhou projeção mundial e a tendência aponta para seu fortalecimento.

“Se o gestor acha que o compliance é desnecessário, complexo ou um gasto a mais, experimente não ter. O risco é grande e pode ser fatal”.

Segundo a definição do palestrante, Compliance é o conjunto de procedimentos adotados por uma empresa visando detectar, prevenir e combater fraudes e infrações a leis e regulamentos aplicáveis a sua atividade, bem como assegurar que seus valores e padrões de conduta sejam observados por seus colaboradores.

“Outros benefícios são: conhecer mais sobre o seu negócio e o mercado e redução de penalidades, principalmente quando tratamos da Lei Anticorrupção e da Lei de Lavagem de Dinheiro”, complementou.

 

 

fonte: Comunicação CRCRJ