Notícias

26/03/2018

CFC debate sobre parceria no Programa Nacional de Voluntariado – Viva Voluntário

O Conselho Federal de Contabilidade (CFC) foi convidado, pela Casa Civil da Presidência da República,nesta quinta-feira (22), para unir esforços ao Programa Nacional de Voluntariado - Viva Voluntário. O projeto reúne integrantes do Governo federal, organizações da sociedade civil e de empresas, e é coordenado pela Casa Civil.  O objetivo é que o CFC tenha o papel, inicialmente, de “ouvinte” no Conselho Diretor do programa e, também, participação nos grupos de trabalho com ações que envolvam temas, como Educação Financeira e Fiscal.

CFC debate sobre parceria no Programa Nacional de Voluntariado - Viva Voluntário
Representantes do CFC participam de reunião sobre o Viva Voluntário

O convite foi realizado durante uma reunião na Casa Civil, com a presença do vice-presidente de Política Institucional do CFC, Joaquim Bezerra; do conselheiro do CFC, Pedro Gabril; do assessor especial da Casa Civil Bruno Silva Dalcolmo; e das representantes do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), Moema Freire e Renata Farias.

O vice-presidente do CFC iniciou o encontro com uma explanação sobre o histórico da atuação do Conselho no âmbito do voluntariado, com o Programa de Voluntariado da Classe Contábil, ressaltando o pioneirismo na elaboração do balanço social e destacando a participação expressiva das mulheres na categoria, que, atualmente, somam 223.968 mil profissionais.

“Faz parte da nossa história o engajamento em atividades voluntárias. Entre as ações do PVCC, tivemos uma participação expressiva na prestação de contas dos recursos da merenda escolar. Em um período de cinco anos, por exemplo, garantimos a efetividade de 50 toneladas de alimentos. O nosso objetivo, como ator social, é auxiliar a administração pública atuando na gestão do gasto público e na eficiência da aplicação de recursos”, ressaltou Joaquim Bezerra.

O conselheiro Pedro Gabril explicou sobre a estrutura do programa e destacou a participação dos voluntários nos Observatórios Sociais (OS),  que tem como objetivo o controle social da gestão pública, hoje implantados em mais de 120 municípios brasileiros. Além disso, também mencionou outras atividades do programa, como a realização de palestras de orientação às famílias sobre o orçamento familiar e o projeto de incentivo às doações para os fundos municipais e estaduais de apoio à criança e ao adolescente e ao idoso, pois são inúmeras ações locais empreendidas por profissionais, apoiando entidades assistenciais e filantrópicas.

Para o assessor especial da Casa Civil, Bruno Dalcolmo, a participação do CFC no programa Viva Voluntário pode trazer a necessária capilaridade em diversas ações sociais, como, por exemplo, capacitação em educação financeira e fiscal. “Muitas organizações não possuem conhecimento sobre empreendedorismo, contabilidade. Poderiam buscar melhorias, novas formas de inovação e acabam não fazendo por falta de dados econômicos básicos da própria atividade, quanto arrecadou e o que isso significa monetariamente. Com todo o trabalho de sensibilização com as organizações sociais, a questão da educação financeira, e até mesmo fiscal, pode resultar em uma melhoria da margem de produtividade e equilíbrio financeiro desse público”, exemplificou Bruno.

A oficial do Programa Unidade de Paz e Governança Democrática do PNUD, Moema Freire, também afirmou que a parceria vai ao encontro da missão dos agentes sociais para o cumprimento da agenda dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, da Organização das Nações Unidas. Além disso, ela também lembrou a chegada dos imigrantes venezuelanos ao País, principalmente no Estado de Roraima, devido à crise política. Segundo Moema, é preciso reunir esforços para a concentração de ajuda humanitária aos refugiados.

A parceria entre o CFC e o programa Viva Voluntária deverá ser acordada formalmente por meio de um memorial de entendimento. Ao final do encontro, o vice-presidente do Conselho, Joaquim Bezerra, também convidou os representantes para uma visita institucional à sede do CFC, em Brasília.

Programa Viva Voluntário
Em parceria com o PNUD, o Viva Voluntário foi lançado no dia 28 de agosto de 2017 e tem como objetivo valorizar e promover as atividades voluntárias no Brasil.  O programa possui um Conselho Gestor e grupos de trabalho, que têm o compromisso de reunir esforços entre governo, setor privado e terceiro setor no desenvolvimento de atividades voluntárias, na integração e convergência de interesses entre voluntários e iniciativas que demandem ações de voluntariado,  e na participação ativa da sociedade na implementação dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

Entre as atividades propostas para 2018, está a criação do Prêmio Nacional de Voluntariado; o desenvolvimento da Plataforma Digital do Voluntariado; e a regulamentação de uma política de estímulo ao voluntariado no setor público. Para saber mais, acesse o site do Viva Voluntário.

Sobre o PVCC
Para atuar no incentivo à prática solidária e na construção de uma sociedade mais sustentável, o Conselho Federal de Contabilidade (CFC) instituiu em 2008 o Programa de Voluntariado da Classe Contábil (PVCC), que conta com profissionais envolvidos em diversas atividades voluntárias, entre elas, o acompanhamento de projetos apoiados pelos fundos da criança e do adolescente e do idoso e a sensibilização para a criação em estados e municípios que não os têm.  Na prática, os profissionais voluntários atuam junto a seus clientes, pessoas físicas e jurídicas, esclarecendo dúvidas sobre a adesão aos programas de incentivos fiscais que regulam as doações aos fundos. Atualmente, o programa conta com mais de sete mil contadores voluntários. Para saber mais, acesse o site do PVCC.

fonte: Conselho Federal de Contabilidade